Estudos aQeduto

Q1  – Educação e Economia: quem vai à frente?

Qual a evolução dos resultados dos alunos portugueses no PISA, entre 2000 e 2012, e como é que o país evoluiu no mesmo período na economia e no Índice de Desenvolvimento Humano?

Q2  – Chumbar melhora as aprendizagens?

Portugal é dos países da Europa que mais chumba, cerca de 35% dos alunos com 15 anos já chumbaram pelo menos uma vez. Será que esta medida contribui mesmo para uma maior exigência e para melhorar a aprendizagem dos alunos com dificuldades?

Q3  – Pais e filhos: a história repete-se?

A família é um fator que influencia a aprendizagem e os resultados dos alunos. Quais os aspectos da família que têm maior ou menor peso no desempenho escolar dos alunos: a profissão dos pais, o nível de escolaridade, as perceções que os pais têm da escola?

Q4  – O pré-escolar faz a diferença?

Nas últimas décadas, a maioria dos países europeus universalizou o acesso à educação pré-escolar. Qual o impacto desta universalização nos resultados PISA dos alunos europeus? E em Portugal?

Q5 – O que faz uma boa escola?

Qual a organização e recursos presentes nas escolas europeias? Quais as variáveis e práticas que distinguem as escolas e como é que estas se associam à variação dos resultados PISA?

Q6 – Bons ambientes, bons alunos?

Como é o comportamento dos alunos nas escolas europeias, qual a relação entre os professores e alunos e qual o impacto que o ambiente nas escolas tem nas aprendizagens? E os alunos? Será que os alunos que se sentem mais felizes na escola têm resultados melhores?

Q7 – Público ou privado: há um modelo perfeito?

Qual a representatividade das escolas públicas e escolas privadas dependentes e independentes do Estado nos diferentes sistemas educativos da Europa. Qual o impacto que a natureza das escolas tem nos resultados PISA dos alunos e quem são os alunos que frequentam as diferentes escolas?

Q8 – E os alunos, que responsabilidade?

Quais as características dos alunos que têm resultados melhores e mais fracos no PISA? O tempo dedicado aos trabalhos de casa faz diferença? E, na opinião dos alunos, quais os fatores que eles consideram ser fundamentais para o sucesso nas aprendizagens?

Q9 – Números, letras ou tubos de ensaio?

Os alunos dos diferentes países que participaram no teste PISA são melhores a Matemática, a Ciências ou a Leitura? E em Portugal, as raparigas serão melhores que os rapazes nalgum domínio específico?

Q10 – Os professores são todos iguais?

Qual o impacto de variáveis como a remuneração dos professores, o número de horas que trabalham, a motivação e a perceção que os alunos e diretores têm destes profissionais?

Q11 – Afinal, porque melhoraram os resultados dos alunos portugueses?

Os resultados dos alunos portugueses, nos cinco ciclos PISA, melhoraram gradualmente a Matemática, Leitura e Ciências e, a partir do ciclo de 2009, aproximaram-se da média da OCDE. O último fórum aQeduto irá debater quais as variáveis que mais contribuíram para esta evolução.